Home

Olá,

Aqui estaremos falando sobre ecologia.

http://renas.org.br/2006/08/01/por-uma-eco-solidariedade/

A questão energética é apenas uma das facetas dos graves problemas que a humanidade vive nos dias atuais e está relacionada diretamente aos desafios ecológicos do presente. Ecologia vem se transformando num termo muito popular, e está, a cada dia que passa, na boca de mais pessoas e na pauta da mídia. Ser ecológico agora é moda. Porém, para muitos, ecologia continua tendo um significado muito limitado – é coisa dos ‘verdes’; acham que ecologia está relacionada apenas com a luta contra o desmatamento, a poluição dos rios e mares, a extinção dos animais…

A palavra ecologia, criada em 1866 pelo biólogo alemão Ernst Haeckel (1834-1919), tem origem nas palavras gregas – oikos, que significa casa, e logos, traduzida por reflexão ou estudo. Portanto, a princípio, ecologia tem a ver com o estudo das condições de vida da nossa casa comum, a mãe-terra.

É a partir desta perspectiva holística que precisamos assumir como práxis cristã uma ecologia orientada pela solidariedade (eco-solidariedade), portanto uma ecologia cidadã. A questão ecológica é paradigmática pois “relativiza todas as demais questões e funda a nova radicalidade e a real centralidade das preocupações humanas” . Todos os seres que compartilham esta casa comum estão ameaçados, especialmente os mais empobrecidos, aqueles excluídos do ‘paraíso’. Como Herbet de Souza, costumava afirmar: “a modernidade construiu um mundo menor que a humanidade”. Não cabe todo mundo, alguns se transformam em seres sobrantes, descartados pela lógica excludente do mercado. São homens, mulheres, crianças e idosos semimortos, com seus corpos expostos nas ruas, viadutos, praças, favelas e periferias das cidades e também do campo, na esperança de encontrar pessoas que possam ajudá-los na recuperação de sua dignidade e cidadania.

Veja também:

Sustentabilidade